Eliminação do Brasil da Copa provoca encalhe de R$ 85 milhões em produtos verde-amarelos

Repórter da Agência Brasil

A eliminação do Brasil da Copa do Mundo da África do Sul resultou em um estoque encalhado de produtos verde-amarelos da ordem de R$ 85 milhões em todo o país, entre camisetas, vuvuzelas, cornetas e outros itens temáticos. A estimativa foi feita hoje (4) pelo professor de marketing de varejo da Fundação Getulio Vargas e diretor da Associação Comercial do Rio de Janeiro, Daniel Plá. Somente no estado do Rio, segundo ele, R$ 8,5 milhões em estoque devem ficar encalhados.

“Os lojistas, de fato, estavam esperando vender ainda muitos produtos verde -amarelos. Agora, fica muito difícil vender, mesmo com até 50% de desconto”, disse Daniel. Ele acha que “até a indústria de televisores vai ser afetada”. Algumas lojas já estão dando desconto de 10% a 15% nos aparelhos, porque esperavam que as vendas continuassem aquecidas até a próxima semana, quando ocorrerá o encerramento da Copa. “Todo mundo esperava que o Brasil fosse até a final.”

O saldo, porém, é positivo, destacou Daniel. Ele disse que o comércio tradicional sai ganhando, uma vez que os produtos verde-amarelos representam uma fração reduzida do faturamento do setor: menos de 5% do total. “É quase como uma inversão do que se previa”. A perda de R$ 1 bilhão projetada para o comércio do Rio de Janeiro, caso o Brasil fosse até a final da Copa, ficou estancada, assinalou Daniel. No caso do Brasil como um todo, a perda estimada era de R$ 10 bilhões.

Anúncios

Roberto Carlos pode reforçar o Flamengo, diz colunista

roberto carlosA segunda grande contratação do Flamengo para esta temporada, após a aquisição do atacante Adriano, pode ser o lateral-esquerdo Roberto Carlos. Pelo menos é o que informa o colunista Ancelmo Gois, na edição desta sexta-feira do jornal “O Globo”.

Segundo Ancelmo, o ex-jogador do Palmeiras, Internazionale de Milão, Real Madrid, e seleção brasileira, está sem receber salários há cinco meses no Fenerbahçe, da Turquia, o que facilitaria sua vinda para o clube rubro-negro, que deve perder Juan no meio do ano. O colunista acrescenta que por causa dos atrasos, Roberto Carlos entrou com pedido na Fifa de rescisão de contrato com o clube turco.
O lateral tem 36 anos e disputou três Copas do Mundo, sendo campeão em 2002, na Ásia, e vice em 1998, na França. Ele também disputou o último Mundial, em 2006, mas ficou marcado pelo lance do gol de Henry, na derrota para a França, que eliminou a seleção da competição disputada na Alemanha. O jogador ajeitava o meião na entrada da grande área no momento em que o atacante francês completava, livre, para o gol de Dida, um lançamento da direita feito por Zidane, em cobrança de falta.