Datafolha: Dilma dispara e encosta em Serra;diferença é de apenas 4 pontos

Pesquisa Datafolha publicada na edição deste domingo (28) do jornal Folha de S.Paulo, mostra que a pré-candidata do PT à Presidência, ministra Dilma Rousseff, cresceu cinco pontos nas pesquisas de intenção de voto de dezembro para janeiro, atingindo 28%. No mesmo período, a taxa de intenção de voto no governador de São Paulo, José Serra (PSDB), recuou de 37% para 32%. Com isso, a diferença entre os dois pré-candidatos recuou de 14 pontos para 4 pontos de dezembro para cá.

De acordo com a nova sondagem do Datafolha, o deputado federal Ciro Gomes, pré-candidato do PSB, tem 12% das intenções de voto; e a pré-candidata do PV, senadora Marina Silva, tem 8%. Na pesquisa anterior, Ciro aparecia com 13% e Marina já possuía 8%.

A margem de erro da pesquisa, que foi divulgada neste sábado (27), é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Ela foi realizada entre os dias 24 e 25 de fevereiro. Foram ouvidas 2.623 pessoas com idades maiores de 16 anos. Destas, 9% disseram que vão votar branco, nulo ou em nenhum dos candidatos e 10% informaram que estão indecisos.

A sondagem confirma resultados de pesquisas de outros institutos, que já refletiam uma tendência de crescimento rápido da candidatura Dilma Rousseff e a queda do pré-candidato tucano.

Outros cenários

A pesquisa também apresentou um cenário sem a presença de Ciro Gomes. Nessa simulação, as intenções de voto em Serra ficam em 38% (ante 40% na pesquisa realizada entre 14 e 18 de dezembro); Dilma atinge 31% (ante 26% da pesquisa anterior); e Marina Silva fica com 10% (11% no levantamento de dezembro).

No cenário de um segundo turno, numa eventual disputa entre Serra e Dilma, o tucano aparece com 45% das intenções de voto e a petista com 41%. Ou seja, também em um eventual segunda etapa do pleito, Dilma encosta no tucano, apresentando uma diferença de apenas quatro pontos novamente. O levantamento realizado em dezembro apontava que, nessa situação, Serra teria 49% das intenções de voto e Dilma, 34%. Em outro cenário de segundo turno, Dilma vence com 48%, contra 26% de Aécio.

Aprovação recorde de Lula

A pesquisa avaliou também o índice de aprovação do presidente Lula. Na mostra, a aprovação ficou em 73% (de ótimo e bom). Na pesquisa de dezembro, este índice foi de 72%, o mais alto patamar de popularidade apurado pelo Datafolha.

Com agências

A encruzilhada TUCANA

É um pouco disso. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.

A Cupula tucana já não sabe mais o que fazer. A cada pesquisa que sai, o tucano fica sem rumo, crese a presão para o José Serra definir para que ele vai sair candidato, mais crese também as especulações que ele não disputaria a presidencia da republica. Optando assim por uma disputa mais tranquila e segura para o governo paulista. Na contramão dessa histora a candidatura Dilma se consolidade e começa a conquistar a militancia por todos os cantos do nosso Brasil. Na última pesquisa publicada no final de semana os numeros confirman que Dilma pega o elevador de subida, enquanto o seu oponente desse ladeira abaixo.

A candidatura do PSDB, a cada dia que passa fica mais intrigante, pois ao mesmo tempo que ele ver a sua candidatura a presidencia da republica ficando complicada, ele começa também a ter problemas no estado de São Paulo, sem contar do inferno astral na qual se encontra o seu principal aliado o DEM, que também o afeta.

Os proximos 15 dias seram cruciais para a sobrevivencia do PSDB, apesar que eles procuram, procuram, procuram, mais não acham a luz no fim do tunel.