COMO MENTEM – E COMO ROUBAM – OS TUCANOS

Toda a choradeira do prefeito Custódio Matos sobre não ter dinheiro termina nas nomeações, caminhões delas, de apaniguados políticos para cargos de confiança e…

Tchan! Tchan! Tchan! Bem ao estilo tucano, namorados e namoradas de figuras do primeiro escalão. Tem namorada ganhando departamento e por conseqüência bom salário, a competência é o que menos importa, mas como disse na audiência pública na Câmara, dia 20, a toda poderosa Suely Reis – faz parte do triunvirato que governa. Ela, a primeira dama e o secretário Vítor Valderde, o prefeito faz figuração – a “justiça está dormindo”.

O professor Cezar Barra, da Faculdade de Engenharia da Universidade de Juiz de Fora, com o biólogo José Carlos, da área de Biologia, também da UFJF, a colaboração de alunos e muita dedicação, trabalhou faz algum tempo num levantamento para determinar eventuais áreas com menor impacto ambiental e que se prestassem a um aterro sanitário. O trabalho foi mostrado e exibido a vários setores da chamada sociedade civil organizada, à Prefeitura, mas nada. Nem Cezar e nem o professor José Carlos, ou os alunos que participaram entram no esquema de propina, indispensável ao tucanato. Meio de sobrevivência de Custódio e qualquer tucano ou DEMocrata em qualquer lugar do País.

Segundo o professor Cezar o DEMLURB – Departamento Municipal de Limpeza Urbana – abriu concorrência, a 002/2006, transferindo o poder de escolha da área para a construção de um novo aterro à empresa vencedora do edital e disponibilizando a rubrica de 43 772 346,00 (quarenta e três milhões setecentos e setenta dois mil e trezentos e quarenta e seis reais) para a chamada unidade de transbordo. O transporte do lixo urbano.

Se a área escolhida pela empresa ficasse, como fica, a mais de 20 (vinte) quilômetros do centro gerador a empresa receberia, como vai receber se a bandalheira passar, o valor mencionado. Um desperdício de dinheiro sem tamanho para quem afirma estar em crise.  E não tem sequer dinheiro para alugar caminhões para coleta de lixo (mas fez o acordo, o prefeito é sócio de Josemar na empresa que aluga os caminhões). O custo mensal dessa brincadeira vai ficar em 145 907,82 (cento e quarenta e cinco mil, novecentos e sete reais e oitenta e dois centavos). Ao invés de alugar, os recursos gastos para pagar a empresa (e remunerar com propina prefeito e amigos) daria para comprar caminhões.

O problema todo é que comprando só tem uma propina. Na hora da compra, como Custódio fez quando comprou um carro numa concessionária de um deputado tucano e a Câmara dos Deputados pagou. Exercia ainda o seu mandato anterior de deputado num escândalo divulgado nacionalmente.

Todas as áreas oferecidas pela UFJF no trabalho do professor Cezar ficam a menos de 20 quilômetros do centro gerador, causam o menor impacto ambiental possível e não destroem bacias hidrográficas como vai destruir o aterro de Dias Tavares, caso seja concluído (a empresa/quadrilha já está mandando ver na obra depois que um juiz suspendeu a liminar ninguém entendeu porque).

Vai ver, como disse a secretária Suely Reis “a justiça está dormindo”.

E além disso existe uma discussão não terminada sobre a validade do aterro de Salvaterra. Técnicos de gabarito e íntegros reafirmam que aquele aterro suporta mais dez anos pelo menos de despejo de lixo urbano.

Que empresa iria escolher uma área a menos de 20 quilômetros do centro gerador e perder algo em torno de 43 milhões e alguma coisa a mais?

Primeiro não existe empresa decente em lugar nenhum do mundo, lógico, não existe empresário idem, decente (falo de grandes empresas, negócios de porte). Os tucanos não estão aí arrotando uma CPI para preparar a privatização da PETROBRAS?

Não tem diferença entre os caras da Queiroz Galvão, ou da Vital Engenharia Ambiental, braço que atua em Juiz de Fora, de Beira-mar, ou qualquer integrante do PCC. São iguais. Uns atuam no crime legalizado outros no crime ilegal, mas todos organizados no mundo do crime.

Será que existe algum ingênuo que acha que a Mercedes Benz trouxe progresso para Juiz de Fora? Negócio dos grandes da máfia tucana. Custódio pegou uma nota ali.

O jornal VALOR ECONÔMICO – grupo GLOBO – traz matéria assinada pelo jornalista Chico Santos, edição do dia 20 de maio, com o seguinte título – “Juiz de Fora perde indústrias e pára de crescer” –. Todo o trabalho dentro da ótica capitalista e do conceito de crescimento dessa gente. E de quebra mostra parte do estrago feito pelo governo Aécio Neves a Minas, também dentro da lógica capitalista. O que parece ser marrom glacê é só um pó branco que leva a delírios e irrealidades. É o perfil do governo Aécio.

E como a mídia é deles, faz parte do esquema, como já se disse, “televisão é a arte do patrocinador”, vale para jornais e rádios em sua maioria esmagadora, o cidadão comum tem a sensação que está próximo do paraíso. Sem perceber que está atolando num brejo montado deliberadamente pela quadrilha tucana. Aqui e em qualquer lugar onde tucanos governem.

A matéria sobre Juiz de Fora pode ser lida no endereço www.valoronline.com.br/ .

É necessária uma reação de todos os setores da cidade a esses desmandos e a corrupção generalizada no governo do Município. O prefeito não tem seriedade alguma no trato da coisa pública, está envolvido no esquema do mensalão de Eduardo Azeredo, usou verbas do gabinete para proveito próprio, comprou carro pago pela Câmara e toda a sua equipe não difere dele.

Quadrilha com mais lustro intelectual que a do ex-prefeito Alberto Bejani. É hora de começar a cobrar dos vereadores ainda indecisos – existem aqueles que estão lutando desde o primeiro momento contra essa vergonha que é o novo aterro sanitário – que investigações, ainda que pareça cedo, sejam feitas, do contrário breve novo espetáculo de prefeito algemado em Juiz de Fora.

Esse esquema de máfia do lixo, que é nacional, está sendo investigado pela Polícia Federal e Juiz de Fora não vai ficar fora do imenso despejo de dejetos que vem por aí.

O que tem de tucano – e outros – cheirando a propina de empresas como a Queiroz Galvão não está no gibi.

Custódio está no meio. E não importa que neste momento seja mero objeto de decoração, o governo seja exercido por um triunvirato. Mas contar valores agregados à sua conta bancária, isso sabe.

É tudo uma questão de escolha. Há quem faça e há quem deixe. Mas é necessário lutar para que não aconteçam as barbáries e a corrupção na Prefeitura da cidade. Até uns anos atrás Juiz de Fora era uma cidade referência a despeito de um ou outro, hoje…

Bejani I e agora Bejani II. E segundo Suely Reis, “a justiça está dormindo”. Já os namorados e namoradas estão sendo aquinhoados com mimos na Prefeitura.

Os professores, os profissionais da área de saúde, esses, bem o prefeito (faz de conta que é apesar do secretário Vitor Valverde já ter dito de público que “não é ele quem decide”) quer presentear com bananas.

Como tucanos mentem. Como tucanos roubam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s